A história de Pilar do Sul

A história de Pilar do Sul começa a ser contada a partir de 1850 com a chegada e Movimentação de tropeiros, caçadores e mineradores em busca de metais preciosos. Segundo a lenda, Famílias procedentes de São João Del Rey (MG) e tropeiros começaram a utilizar o lugarejo apenas conhecido pelas pedras onde usavam para pilar a carne de caça e que faziam a paçoca de carne. Além de utilizar pilares de pedras para curtir couro de animais que caçavam para sua própria alimentação. Motivo esse que começaram a chamar o lugar de Pilar. ” Vamos no Pilar, caçar e fazer paçoca”.

Outro motivo que ajudou a justificar o nome do local “Pilar” foi a religiosidade dessas famílias mineiras. Que, pela devoção a Nossa Senhora do Pilar, Santa Espanhola, reforçaram a idéia de chamar o local de Pilar. – Pilão de Pedra e Madeira (onde socavam a carne para fazer a paçoca).- Pilar (onde estivam a caça para o manejo da carne e do couro).- N. Senhora do Pilar (Santa de devoção dos mineiros).

Em 1.865, Antonio de Almeida Leite (Tenente Almeida) adquiriu uma sesmaria com limites além desta terra, trazendo consigo muitos escravos a fim de estabelecer uma fazenda agrícola e logo em seguida ergueu uma pequena capela em homenagem ao Bom Jesus do Bom Fim, o qual era devoto. Em 1868 doou um terreno à Paróquia da Diocese de Sorocaba.

Em 11 de maio de 1877, João Batista Ribeiro com autorização do Bispo da época, fundou a Vila de Pilar elevando-a a categoria de Paróquia, por Lei Providencial. Em 1891, no dia 12 maio, através de decreto a vila de Pilar ganhou a categoria de Município, no dia 20 do mesmo mês instalaram uma intendência nomeando o Sr. Euzébio de Moraes Cunha como sendo primeiro prefeito da recém formado município de Pilar.

Durante o início do século XX o município enfrentou muitas dificuldades para se desenvolver, as condições precárias de estradas e uma agricultura pouco desenvolvida contribuiu para que o município perdesse sua autonomia política, voltando à condição de distrito, pertencente ao município de Piedade-SP em 1934.

Dois anos depois, no dia 5 de novembro de 1936 Pilar reconquistou sua autonomia-política, retomando o desenvolvimento do município. Nessa luta para a emancipação política destacaram-se os deputados Diógenes Ribeiro de Lima e Elias Machado de Almeida e do próprio Armando de Oliveira Sales, neste ato como governador do estado.

Em março do ano seguinte, Eugênio Theodoro Sobrinho tomou posse como primeiro prefeito eleito. Nesse mesmo ano, a Câmara de Vereadores aprovou a lei que doava lotes a todos aqueles que quisessem construir prédios de qualquer natureza. Essa investida serviu para alavancar o desenvolvimento da cidade que até então tinha somente 137 prédios. Na década de 40 o número de casas da cidade já tinha triplicado. Em 1.944, o Município passou a ser chamado de Pilar do Sul.

Privilegiado pelo clima subtropical, incrustado entre rios e vales e portadora de riquezas naturais inexploradas como reservas da mata atlântica são os grandes atrativos deste município que também preserva a tradição herdada dos mineiros e dos viajantes tropeiros, destacando-se regionalmente pelas atividades campeiras.

Na culinária, o prato que merece destaque, não só pelo teor histórico que originou o nome da cidade, mas pelo sabor é a paçoca de carne, socada no pilão e acompanhada da banana, uma comida típica e bastante apreciada na região.

Pilar do Sul é uma cidade hospitaleira que preserva os costumes caboclos, típicos da cidade do interior, favorecendo a qualidade de vida de quem escolhe a cidade como lar. Atualmente cresce a cada ano dando destaque ao desenvolvimento agropecuário que é responsável por 70% da economia do município. A potencialidade turística do município evidente em vários aspectos é um novo reforço para a economia do município que é conhecido como a Nascente das Águas.

One thought on “A história de Pilar do Sul

  1. adielson pires de oliveira

    meu nome e adielson amo pilar onde cidade onde passei minha infancia e adolecencia.
    queria saber mais sobre as pessoas mais velhas que vivem ou viveram ai.
    EX: maria sambeira, maria do pito joana cata osso…………..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*